Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro

É formado no IFPR? Queremos saber de você!

Publicado em 24 de janeiro de 2019

O IFPR está em busca dos profissionais que se formaram nos cursos técnicos e superiores ofertados nos 25 campi da instituição. Os egressos são convidados a responder a uma pesquisa que busca, principalmente, conhecer a atuação profissional e a intenção em continuar os estudos na área de formação.

Até agora, cerca de 400 formados pelo IFPR responderam ao formulário eletrônico. A previsão da Seção de Acompanhamento de Estágios e Egressos é de que entre 20% e 30% por cento dos formados na instituição respondam à pesquisa.

O levantamento de informações permitirá o desenvolvimento de uma estratégia de aperfeiçoamento de cursos e de manutenção dos estudantes, que poderiam investir em sua formação continuada, enquanto o IFPR contribui para o desenvolvimento do arranjo produtivo local, explica Roberto Fedechem, da Seção de Acompanhamento de Estágio de Egressos. De acordo com Amarildo Magalhães, pró-reitor de ensino, o mapeamento busca dinamizar o relacionamento com os egressos.

O desafio é promover o engajamento dos estudantes egressos na pesquisa, a partir da sensibilização de que os dados coletados serão destinados a promover melhorias nos planos de curso, além de ações visando à inserção dos alunos no mundo do trabalho.

Ações nos campi estão centradas na troca de experiências

Alguns campi do IFPR já realizam atividades com egressos. Em Curitiba, por exemplo, tornou-se tradicional a participação dos ex-estudantes em mesas-redondas da Jornada de Produção Científica e em Semanas dos cursos ofertados na unidade. Desde 2014, só na Jornada, participaram 28 egressos de cursos técnico integrados, subsequentes e superiores, em sete mesas e cinco edições do evento, que compartilharam suas experiências para uma plateia atenta de estudantes e servidores. As histórias contadas pelos discentes geraram tanto dicas e orientações sobre um melhor aproveitamento do curso, quanto informações para ingressar em um trabalho na área e ter perspectivas de crescimento profissional. Da mesma forma, contribuem para reflexão dos servidores acerca das estratégias de ensino adotadas e dos programas institucionais que mais influenciaram a trajetória dos estudantes.

Outros campi, como Irati, estão em fase de planejamento de ações para que se possa não apenas manter o contato com os ex-alunos, mas integrá-los na vida acadêmica do campus, informando sobre eventos institucionais e promovendo troca de experiências e o amadurecimento da comunidade escolar.

Os campi GoioerêFoz do Iguaçu e Telêmaco Borba também planejam ações de acompanhamento dos egressos. Em Telêmaco, já aconteceram rodas de conversa entre estudantes e egressos, levantamento de dados e há previsão de um evento, em fevereiro deste ano, para coletar novas experiências em relação à “vida pós-IFPR”, ou seja, o impacto do IFPR no futuro profissional.

 

Saiba mais

*Texto publicado originalmente na página da Reitoria do IFPR.

Galeria de Imagens